Código de Conduta

A CONTABILIDADE INTERNACIONAL é mais que um escritório internacional de contabilidade e advocacia: é um organismo vivo formado por profissionais dedicados, cujo trabalho vai além dos números. Representamos uma promessa de integridade, responsabilidade, garantia, entrega, confiança e excelência em todos os aspectos de nossa atuação. Assim, o presente Código de Conduta ecoa e fortalece a cultura organizacional que construímos com tanto esforço ao longo dos anos.

Mais que isso, nosso Código de Conduta é o reflexo direto dos ideais e valores que mantemos caros e que estão diretamente alinhados à nossos valores, princípios, missão e objetivos como empresa. Nosso Código de Conduta não apenas nos define, ele exemplifica as diretrizes enraizadas em valores morais inabaláveis, princípios éticos rigorosos e as melhores práticas reconhecidas internacionalmente. Estas são diretrizes que não apenas orientam, mas que também inspiram nosso comportamento e interações diárias. Formam a bússola pela qual nós, como um todo coeso, operamos e nos apresentamos ao mundo.

Cada membro da CONTABILIDADE INTERNACIONAL, independentemente de seu cargo ou função, é um embaixador da nossa marca e dos valores que defendemos. Portanto, é essencial que, ao lidar com o mercado, fornecedores, prestadores de serviços, clientes e, não menos importante, entre nossos próprios colegas, nós exemplifiquemos os padrões elevados estabelecidos neste Código de Conduta.

A responsabilidade de manter e aprimorar a reputação e a eficácia da nossa organização reside em cada um de nós. Assim, convidamos todos os membros da nossa equipe a internalizar e praticar os princípios estabelecidos aqui, garantindo que a CONTABILIDADE INTERNACIONAL continue a ser uma referência de excelência, integridade e confiança no cenário global.

Objetivo

1.1. O presente Código de Conduta é reflexo direto da cultura organizacional da CONTABILIDADE INTERNACIONAL. Nosso Código de Conduta define diretrizes fundamentadas em valores morais, princípios éticos e boas práticas que deverão orientar o comportamento e interações de todos que representam nossa instituição.

Padrão de Conduta

2.1. O padrão de conduta da CONTABILIDADE INTERNACIONAL é construído sob os alicerces da ética, abrangendo valores como igualdade, integridade, honestidade, transparência, comprometimento, imparcialidade e responsabilidade. Tais valores devem ser universais, independente de posição ou cargo.

2.1.1. Espera-se que todos os colaboradores honrem esses princípios em suas atividades diárias, promovendo um ambiente de trabalho harmonioso, pautado na cooperação, confiança e respeito mútuo.

2.2. As diretrizes deste Código se aplicam não apenas ao ambiente interno, mas também em interações externas e em plataformas digitais associadas à CONTABILIDADE INTERNACIONAL, incluindo redes sociais, blogs, emails, interações sociais e em websites pessoais que possam, de alguma forma, associar colaboradores à nossa marca.

2.3. Consideram-se colaboradores, para fins deste Código, todos aqueles que de alguma forma estão ligados à CONTABILIDADE INTERNACIONAL, incluindo sócios, diretores, funcionários, estagiários, parceiros, terceirizados, representantes e consultores.

Obrigação Ao Respeito

3.1. A CONTABILIDADE INTERNACIONAL defende veementemente o respeito aos direitos humanos, primando pela igualdade, liberdade individual e pelo tratamento digno a todos, valorizando a diversidade em todas as suas nuances, mas com inclusão.

Adesão e Conformidade

4.1. Todos os membros da equipe, sem exceção, devem assinar o Termo de Aceite e Adesão ao Código de Conduta da CONTABILIDADE INTERNACIONAL. Ao fazê-lo, confirmam seu entendimento, concordância e firme compromisso em seguir todas as diretrizes estipuladas neste documento.

3.2. Repudiamos qualquer forma de discriminação, preconceito, desrespeito, assédio, intimidação ou atos que possam comprometer a integridade física e emocional dos envolvidos.

4.2. É imprescindível que cada colaborador esteja plenamente informado e atue de acordo com as políticas internas de compliance, normativas, leis e todas as regulamentações que se aplicam ao segmento de atuação da CONTABILIDADE INTERNACIONAL e às suas funções específicas. Isso garantirá não apenas a integridade de nossas operações, mas também a segurança jurídica de nossas ações.

3.3. Estamos firmemente contra a utilização de trabalho infantil ou qualquer modalidade de trabalho que se assemelhe à escravidão.

4.3. Visando uma cultura corporativa íntegra, todos os colaboradores devem participar periodicamente de treinamentos. Estes têm o objetivo de atualizá-los, detalhar e aprofundar os temas abordados neste Código e nas Políticas Internas de Compliance da CONTABILIDADE INTERNACIONAL.

3.4. Qualquer indivíduo que presencie, sofra ou tenha conhecimento de violações destas diretrizes deve reportar o fato imediatamente à Diretoria.

4.4. Em caso de dúvidas ou incertezas, as políticas estão acessíveis a todos e devem ser consultadas prontamente. E em último caso, a Diretoria da CONTABILIDADE INTERNACIONAL deve ser consultada imediatamente.

Comprometimento Ambiental

5.1. A CONTABILIDADE INTERNACIONAL considera essencial a prática de uma gestão responsável e consciente de seus impactos ambientais. Como tal, espera-se que todos os colaboradores:

Ambiente Harmonioso e Seguro

6.1. A integridade física e psicológica de todos os envolvidos na CONTABILIDADE INTERNACIONAL é uma prioridade inegociável. Esforçamo-nos constantemente para garantir que nosso espaço seja seguro, saudável e promova bem-estar.

5.1.1. Evitem o desperdício, otimizando o uso de todos os recursos disponíveis;

6.2. Através de medidas ergonômicas, organização meticulosa e manutenção rigorosa de higiene, garantimos um ambiente propício ao desenvolvimento profissional. Dessa forma, repudiamos veentemente:

5.1.2. Prefiram, sempre que possível, a utilização e partilha de documentos em formato digital;

6.3. A presença de armas de fogo ou qualquer objeto que possa comprometer a segurança e a integridade física;

5.1.3. Sejam incentivados a adotar o trabalho remoto, desde que autorizados, reduzindo deslocamentos e emissões associadas;

6.4. A presença de drogas e outras substâncias ilícitas;

5.1.4. Diminuam o uso de itens descartáveis, priorizando materiais reutilizáveis;

6.5. Atitudes que possam instigar discórdia, desrespeito ou qualquer forma de conflito;

5.1.5. Tenham consciência na utilização de água e energia, buscando formas mais eficientes de consumo;

6.6. Relações extraconjugais ou adultério entre colaboradores;

5.1.6. Pratiquem a segregação de resíduos, facilitando sua correta destinação;

6.7. Relações afetivas, ou românticas, ou sexuais, entre colaboradores, ou entre colaboradores e clientes, ou entre colaboradores e provedores de serviço, ou entre colaboradores e fornecedores, sem o devido informe à Diretoria;

5.1.7. Sejam proativos em reciclar, reutilizar e valorizar materiais, sempre que possível.

6.8. Manifestações de violência, seja de natureza física, verbal ou psicológica.

Bens da Empresa

7.1. Os recursos e bens patrimoniais da CONTABILIDADE INTERNACIONAL são destinados exclusivamente às atividades corporativas. Portanto, não devem ser utilizados para propósitos pessoais, a menos que haja situações específicas previamente autorizadas.

Conflitos de Interesses

8.1. A CONTABILIDADE INTERNACIONAL reconhece que conflitos de interesses são situações em que os interesses individuais de um colaborador entram em desacordo com os interesses da empresa, o que pode comprometer a integridade das decisões tomadas, resultando em danos para a instituição, seus acionistas, seus clientes, seus fornecedores ou seus provedores de serviço.

7.2. Todos os colaboradores devem se empenhar em cuidar e utilizar adequadamente os materiais, equipamentos, sistemas de comunicação, instalações, veículos, aparelhos telefônicos e quaisquer outros recursos fornecidos pela CONTABILIDADE INTERNACIONAL.

8.2. Devido a este entendimento, a CONTABILIDADE INTERNACIONAL estabelece rigorosamente:

7.3. O uso impróprio, desvio ou qualquer forma de má gestão desses bens compromete a integridade da empresa e, por isso, deve ser imediatamente reportado à Diretoria.

8.3. A proibição de colaboradores em assumir funções, cargos, empregos, ofertas, consultorias, prestação de serviços ou representações em empresas de fornecedores, empresas de clientes, empresas de antigos colaboradores e demais entidades que tenham objetivos direta ou indiretamente opostos ou concorrentes com a CONTABILIDADE INTERNACIONAL, ou que possuam relação comercial conosco.

8.4. A vedação ao favorecimento de partes externas com base em interesses pessoais ou relacionamentos íntimos.

8.5. A não permissão de hierarquias profissionais que envolvam familiares ou parentes até o segundo grau, evitando possíveis favorecimentos.

8.6. O uso exclusivo de recursos e propriedades da CONTABILIDADE INTERNACIONAL para finalidades corporativas.

8.7. A restrição em manter relações comerciais ou societárias, diretamente ou através de familiares, com fornecedores, parceiros ou concorrentes.

8.8. O não recebimento de benefícios financeiros, presentes ou favores de parceiros, fornecedores ou clientes, que possam comprometer a imparcialidade nas decisões.

8.9. A obrigação de transparência em qualquer relação com concorrentes, clientes e fornecedores que possa interferir no julgamento imparcial nas atividades da CONTABILIDADE INTERNACIONAL.

8.10. A confidencialidade e não utilização de informações privilegiadas da CONTABILIDADE INTERNACIONAL para benefício próprio ou de terceiros.

8.11. Embora sejam permitidas atividades extras, estas não devem, em hipótese alguma, conflitar ou interferir nas responsabilidades e obrigações do colaborador com a CONTABILIDADE INTERNACIONAL, nem este pode fazer uso de recursos ou informações da empresa em benefício próprio.

8.12. Qualquer situação que possa caracterizar um conflito de interesses deve ser prontamente comunicada à Diretoria.

Presentes, Brindes, Hospitalidades

9.1. A integridade nas relações comerciais e empresariais é um valor inegociável para a CONTABILIDADE INTERNACIONAL. Assim, qualquer oferta ou recebimento de brindes, presentes ou hospitalidades deve ser realizado sob um critério de transparência e ética.

Segurança da Informação

10.1. A segurança da informação é um pilar fundamental para a CONTABILIDADE INTERNACIONAL. A proteção de dados, seja em forma física, digital ou verbal, é indispensável para manter a integridade das operações e a confiança dos stakeholders.

9.2. É vedado aceitar ou oferecer brindes, presentes ou hospitalidades que possam ser percebidos como tentativa de influenciar uma decisão, criar uma obrigação de retribuição ou que estejam associados a qualquer negociação com a CONTABILIDADE INTERNACIONAL.

10.2. Para a CONTABILIDADE INTERNACIONAL, três princípios governam a segurança da informação:

9.3. À CONTABILIDADE INTERNACIONAL cabe definir critérios claros para o fornecimento de brindes ou hospitalidades, submetendo sempre à avaliação do Setor de Compliance.

10.3. Integridade: A CONTABILIDADE INTERNACIONAL entende que a informação deve ser íntegra, ou seja, deve ser mantida em sua forma original, sem alterações indevidas. Assim, zelamos pela precisão da informação e dos processos que a manipulam.

9.4. Caso um colaborador receba presentes ou vantagens, estes devem ser entregues ao Departamento de Recursos Humanos, que, em conjunto com o Setor de Compliance, definirá sua destinação, como, por exemplo, a um sorteio interno ou fará sua imediata devolução.

10.4. Confidencialidade: O acesso à informação deve ser rigorosamente controlado. Somente pessoas com autorização prévia e com necessidade justificada devem ter acesso a dados sensíveis e confidenciais.

9.5. Convites para eventos externos, como palestras ou congressos, devem ser analisados e aprovados previamente pelo Setor de Compliance, garantindo que não existam conflitos de interesse.

10.5. Disponibilidade: A CONTABILIDADE INTERNACIONAL garante que todas as informações estejam acessíveis para aqueles que têm autorização e necessidade de consulta, sempre que requisitado.

10.6. Em cumprimento às diretrizes regulamentares, a CONTABILIDADE INTERNACIONAL segue estritamente as normas estabelecidas para instituições financeiras quanto à segurança da informação.

10.7. É imprescindível e obrigatório que todos os colaboradores da CONTABILIDADE INTERNACIONAL sigam as seguintes práticas:

10.8. Vigilância constante ao lidar com informações e dados, seja qual for o canal: físico, digital ou verbal.

10.9. Discrição total sobre informações de caráter sensível, estratégico ou confidencial, bem como dados de qualquer entidade, pessoa física ou jurídica, associada à CONTABILIDADE INTERNACIONAL.

10.10. Abstenção do uso de informações privilegiadas em benefício próprio ou para compartilhamento indevido com terceiros.

10.11. Cuidado redobrado ao discutir temas sensíveis da CONTABILIDADE INTERNACIONAL em locais públicos, redes sociais ou qualquer ambiente não controlado.

10.12. Proibição de registro audiovisual em áreas sensíveis ou que possam expor dados estratégicos da CONTABILIDADE INTERNACIONAL.

10.13. Adoção de protocolos de segurança, como a utilização de senhas pessoais e intransferíveis em todos os dispositivos corporativos.

10.14. Observância às práticas de "mesa limpa" e "tela protegida", evitando deixar documentos expostos e garantindo que telas de dispositivos não estejam visíveis a terceiros.

10.15. Compromisso com a transparência, fornecendo informações claras, verídicas e completas às autoridades e a todos os acionistas, diretores, gerentes, coordenadores, supervisores, colegas, fornecedores, clientes e provedores de serviços, sem jamais induzir ao erro.

10.16. Toda e qualquer divulgação de informações da CONTABILIDADE INTERNACIONAL, seja em mídias sociais, imprensa ou eventos como congressos e seminários, necessita do escrutínio e aprovação do Setor de Marketing.

10.17. Para consolidar esse compromisso, todos os colaboradores, assim como prestadores de serviço, ao se integrarem aa CONTABILIDADE INTERNACIONAL, são obrigados a assinar o Termo de Sigilo e Confidencialidade, além deste Código de Conduta.

10.18. É terminantemente proibido acessar o SOFIA (https://www.sophia.tec.br) fora do escritório e em computadores que não os da empresa, além de ser também terminantemente proibido baixar arquivos do SOFIA em dispositivos próprios como hard drives, pen drives e outros, ou enviar tais arquivos para emails que não sejam os de clientes.

10.19. Em situações de incerteza, a consulta à Política de Segurança da Informação da CONTABILIDADE INTERNACIONAL ou à Diretoria é vivamente encorajada.

Atos Ilícitos e sua Prevenção

11.1. O compromisso da CONTABILIDADE INTERNACIONAL com a integridade vai além das palavras; reflete-se em cada decisão tomada e ação realizada. Diante de um cenário financeiro em constante transformação, adotamos uma abordagem proativa e minuciosa para garantir que todas as operações e relacionamentos estejam em conformidade com as melhores práticas e normativas legais.

Lavagem de Dinheiro

12.1. Lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo são ameaças globais que desestabilizam a economia e a segurança de nações. Na CONTABILIDADE INTERNACIONAL, entendemos a gravidade destes atos e nos posicionamos com firmeza contra eles.

11.2. Estamos firmemente comprometidos em prevenir e combater qualquer atividade ilícita, tais como lavagem de dinheiro, financiamento ao terrorismo, fraude, corrupção e outras atividades contrárias à ética e à lei. Neste sentido, fazemos um apelo: clientes, colaboradores, parceiros e fornecedores, estejam cientes e atuem conforme o nosso Código de Conduta e todas as regulamentações pertinentes.

12.2. Monitoramento Rigoroso: As operações dentro da CONTABILIDADE INTERNACIONAL são constantemente escrutinadas. Seja na entrada ou saída de recursos, a nossa vigilância é implacável.

11.3. Para instigar e solidificar essa cultura de prevenção:

12.3. Perfil de Risco Atualizado: Adotamos um procedimento contínuo de avaliação e atualização do perfil de risco de todos os envolvidos em nossas operações. Esta é uma medida fundamental para entender e mitigar possíveis ameaças.

11.4. Educação Contínua: Todos os nossos colaboradores são submetidos a treinamentos frequentes que abordam o Código de Conduta, boas práticas e todas as normativas relevantes aa CONTABILIDADE INTERNACIONAL . Acreditamos que o conhecimento é a chave para a prevenção.

12.4. Poderes de Investigação: Em conformidade com a legislação, a CONTABILIDADE INTERNACIONAL possui autoridade para rastrear, monitorar e inspecionar todas as formas de comunicação e transferência de informações sob sua jurisdição.

11.5. Transparência nas Finanças: Garantimos que todos os recursos e receitas da CONTABILIDADE INTERNACIONAL são provenientes de fontes legítimas e são destinados a propósitos específicos e claros.

12.5. Comunicação de Suspeitas: Se algum colaborador identificar indícios de atividades suspeitas ou irregulares, é imperativo que comunique imediatamente à sua liderança, que por sua vez deve informar ao Compliance Officer.

11.6. Canal Aberto para Denúncias: A gestão da CONTABILIDADE INTERNACIONAL incentiva e valoriza a coragem cívica, proporcionando canais confiáveis para reportar suspeitas ou atividades ilícitas. Toda denúncia é tratada com seriedade, confidencialidade e, quando solicitado, anonimato.

12.6. Atenção: Sempre que surgirem dúvidas ou incertezas em relação à Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento ao Terrorismo – PLD-FT, as leis e regulamentações correlatas devem ser consultadas. E a Diretoria está sempre disponível para orientações.

11.7. Vigilância Proativa: É essencial estar sempre alerta. Nossos colaboradores são instruídos a identificar e reportar qualquer comportamento ou atividade suspeita, seja por parte de clientes, outros colaboradores, parceiros ou fornecedores.

11.8. Confidencialidade Absoluta: Qualquer informação relacionada a suspeitas de ilícitos é tratada com o mais alto grau de confidencialidade.

11.9. Cooperação Institucional: A obstrução de investigações ou intervenção em atividades de órgãos reguladores e de supervisão é estritamente proibida.

Fraudes e Corrupção

13.1. A integridade financeira e a boa fé são pilares da CONTABILIDADE INTERNACIONAL . Fraudes e corrupção representam não apenas uma ameaça direta ao nosso negócio, mas também ao tecido da sociedade. A transparência e a ética não são apenas palavras no nosso vocabulário, mas princípios que norteiam cada decisão.

Gestão Humanizada

14.1. A CONTABILIDADE INTERNACIONAL reconhece que o sucesso da organização está intrinsecamente ligado ao bem-estar, ao desenvolvimento e à satisfação de seus colaboradores. Assumimos um compromisso inabalável de promover um ambiente de trabalho positivo e enriquecedor, e temos a Gestão Humanizada como nossa estratégia de gestão de funcionários e colaboradores.

13.2. Definindo os Termos:

14.2. Com a Gestão Humanizada, nos esforçamos para criar e manter processos justos e transparentes, de forma que desde a fase de recrutamento até o eventual desligamento, todas as etapas da jornada de um colaborador sejam conduzidas conforme os mais altos padrões éticos e legais. As políticas e práticas de RH são implementadas visando justiça, equidade e transparência.

13.3. Fraude: Ação ou omissão enganosa com o objetivo de se obter ganho injusto ou evitar uma perda à custa de outra pessoa ou instituição.

14.3. A Meritocracia e Integridade em Promoções é obrigatória. De fato, para nós, a progressão na carreira é resultado direto do mérito individual. Na CONTABILIDADE INTERNACIONAL, as avaliações são feitas com rigor e objetividade, garantindo que talento, dedicação e resultados sejam sempre reconhecidos.

13.4. Corrupção: Atos que envolvam o oferecimento, promessa, doação ou recebimento de qualquer bem de valor ou vantagem indevida para influenciar uma ação, decisão ou obter benefício próprio, usualmente em detrimento da justiça e da ética.

14.4. Conhecendo Nossos Colaboradores (KYE): a CONTABILIDADE INTERNACIONAL possui procedimentos rigorosos para compreender profundamente o perfil de cada colaborador, assegurando que as práticas e condutas estejam alinhadas aos valores e princípios da companhia.

13.5. Na CONTABILIDADE INTERNACIONAL, é categoricamente proibido:

14.5. Competitividade Saudável: A CONTABILIDADE INTERNACIONAL entende que a concorrência no mercado de trabalho é essencial para a inovação e crescimento. No entanto, qualquer forma de conluio, acordo ou prática anticompetitiva que possa prejudicar profissionais é estritamente proibida.

13.6. Pedir ou aceitar qualquer forma de suborno, incluindo, mas não se limitando a, "gorjetas", "caixinhas", "comissões", "por fora", presentes, brindes, viagens, hospitalidades, estadias, bônus e qualquer outro tipo de suborno disfarçado que possam visar obter uma vantagem ilícita ou favorecimento.

14.6. Nosso objetivo é manter relações saudáveis e produtivas, baseadas na confiança mútua e no respeito. Estamos sempre em busca de aprimorar nossas práticas, escutando ativamente as necessidades e feedbacks de nossa equipe.

13.7. Usar terceiros para realizar atividades que os próprios colaboradores da CONTABILIDADE INTERNACIONAL não poderiam realizar de acordo com este código.

13.8. Engajar em práticas de ocultação, direta ou indireta, de atividades ilícitas.

13.9. Aconselhamos que em situações de incerteza ou quando confrontados com dilemas éticos, nossos colaboradores recorram à Diretoria ou busquem informações nas legislações em vigor para esclarecimentos.

Relações com Clientes

15.1. A CONTABILIDADE INTERNACIONAL acredita na construção de relacionamentos duradouros com seus clientes. Como tal, a transparência, o respeito e a integridade são imperativos em todas as interações.

Relações com Fornecedores

16.1. As relações da CONTABILIDADE INTERNACIONAL com seus fornecedores vão além das transações comerciais; são parcerias construídas sobre a base sólida de confiança mútua, transparência e responsabilidade compartilhada.

15.2. Atendimento ao Cliente: Todos os colaboradores devem empenhar-se em proporcionar uma experiência excepcional ao cliente, entendendo suas necessidades individuais e tratando-os com respeito e empatia. Em todas as situações, a ética deve ser a força motriz.

16.2. Processo de Seleção de Fornecedores: Todos os processos de contratação são realizados com imparcialidade, garantindo que as decisões sejam baseadas no mérito técnico, econômico e ético.

15.3. Oferta Responsável: É imperativo que os produtos e serviços oferecidos reflitam verdadeiramente as necessidades e interesses dos clientes, evitando a promoção de ofertas desnecessárias ou inadequadas.

16.3. Avaliação e Monitoramento: A CONTABILIDADE INTERNACIONAL investe tempo e recursos para entender seus fornecedores. Processos rigorosos de due diligence são realizados para avaliar sua integridade e garantir que estejam alinhados aos nossos padrões.

15.4. Proteção de Dados: A privacidade do cliente é sacrossanta. Seus dados pessoais e financeiros devem ser tratados com o mais alto grau de confidencialidade e segurança, e nunca devem ser usados fora do contexto estritamente profissional.

16.4. Relações Comerciais Transparentes: Qualquer forma de vantagem pessoal oferecida por fornecedores a colaboradores da CONTABILIDADE INTERNACIONAL, com intenção de influenciar decisões, é considerada inaceitável e deve ser prontamente comunicada ao Setor de Compliance.

15.5. Proteção de Dados: A privacidade do cliente é sacrossanta. Seus dados pessoais e financeiros devem ser tratados com o mais alto grau de confidencialidade e segurança, e nunca devem ser usados fora do contexto estritamente profissional.

16.5. Subcontratação: Fornecedores que optem por subcontratar serviços ou produtos devem garantir que os subfornecedores adiram aos mesmos padrões elevados de ética, legalidade e qualidade.

15.6. Conhecendo Nossos Clientes (KYC): Para garantir a segurança e conformidade, o perfil de risco de cada cliente é regularmente avaliado e monitorado, em linha com as diretrizes do Banco Central do Brasil.

16.6. Conhecimento e Adesão ao Código: Tanto os colaboradores que atuam em nome da CONTABILIDADE INTERNACIONAL quanto os fornecedores e parceiros comerciais devem estar profundamente familiarizados e comprometidos com os preceitos deste Código de Conduta e com a Política de Relacionamento com Fornecedores e Parceiros.

Relações com Concorrentes

17.1. A CONTABILIDADE INTERNACIONAL entende que a concorrência saudável é fundamental para o dinamismo e evolução do mercado financeiro. Nossa abordagem para com os concorrentes é sempre pautada em respeito, ética e transparência:

Relações com Autoridades

18.1. A CONTABILIDADE INTERNACIONAL valoriza o papel crucial das autoridades, autarquias e entidades reguladoras no estabelecimento de um mercado financeiro justo e transparente, de forma que nós sempre seguiremos os seguintes preceitos:

17.2. Preservação da Livre Concorrência: Estamos comprometidos em atuar sempre de acordo com os princípios da concorrência leal, conforme orientado pela Lei 12.529/11. A prática de atos anticompetitivos não só prejudica o mercado como também denigre nossa reputação e compromisso com a ética.

18.2. Comunicação Clara e Transparente: Nosso relacionamento com os órgãos reguladores é baseado no diálogo aberto, honesto e objetivo, sempre em linha com nosso Código de Conduta.

17.3. Proibição de Acordos Anticompetitivos: Condenamos veementemente qualquer tipo de acordo, comunicação ou entendimento com concorrentes que possa prejudicar a livre concorrência, seja por formação de cartel, práticas predatórias ou outras ações contra a ordem econômica.

18.3. Cumprimento das Normas e Diretrizes: Reconhecemos a importância de operar de acordo com as regulamentações estabelecidas e nos esforçamos para garantir que todos os colaboradores estejam cientes e respeitem tais diretrizes.

17.4. Respeito pela Imagem dos Concorrentes: Nossa equipe é instruída a manter um discurso construtivo e respeitoso em relação aos concorrentes, evitando difamações, rumores ou qualquer tipo de descredibilização. Da mesma forma, informações sensíveis e confidenciais da CONTABILIDADE INTERNACIONAL nunca devem ser compartilhadas com concorrentes.

18.4. Proibição de Influência Indevida: Quaisquer tentativas de influenciar indevidamente agentes reguladores, seja por meio de presentes, favores ou quaisquer outros meios, são estritamente proibidas.

18.5. Colaboração Ativa: A CONTABILIDADE INTERNACIONAL está comprometido em colaborar prontamente com as solicitações e investigações de órgãos reguladores, autoridades, autarquias e agentes de segurança, fornecendo informações precisas, completas e verdadeiras.

Relações com a Imprensa

19.1. A mídia e a imprensa desempenham um papel vital na disseminação de informações e, como tal, é essencial que a CONTABILIDADE INTERNACIONAL mantenha um relacionamento transparente e responsável:

Imagem e Reputação

20.1. A imagem da CONTABILIDADE INTERNACIONAL perante o público é reflexo das interações contínuas e das percepções construídas ao longo do tempo. Compreendemos que a reputação se estabelece através de atos e interações consistentes com nossa missão e valores.

19.2. Porta-Vozes Autorizados: Somente aqueles designados pela Diretoria e devidamente orientados pelo departamento de Marketing têm permissão para representar a CONTABILIDADE INTERNACIONAL perante a imprensa.

20.2. Responsabilidade Coletiva: A imagem e reputação da CONTABILIDADE INTERNACIONAL são moldadas não apenas por ações corporativas, mas também pelas atitudes de cada colaborador. Seja em ambientes presenciais, digitais ou sociais, cada indivíduo representa um fragmento da nossa identidade.

19.3. Cautela e Profissionalismo: Todos os colaboradores devem exercer discernimento ao interagir com a mídia ou ao expressar opiniões que possam ser associadas aa CONTABILIDADE INTERNACIONAL , evitando declarações que não reflitam a posição oficial da instituição.

20.3. Comunicação Cautelosa: Encorajamos a comunicação aberta, porém temas sensíveis como política, religião ou esportes, que possam gerar controvérsias, devem ser abordados com prudência. Colaboradores devem evitar associar tais temas à identidade ou opinião da CONTABILIDADE INTERNACIONAL em mídias sociais e outros canais de comunicação.

19.4. Confidencialidade e Precisão: Informações falsas ou confidenciais nunca devem ser compartilhadas com a mídia ou em quaisquer plataformas públicas, preservando a integridade e a reputação da CONTABILIDADE INTERNACIONAL em todas as circunstâncias.

20.4. Ética nas Redes Sociais: Entendemos o poder das mídias sociais e o impacto que podem ter na reputação corporativa. Repudiamos qualquer comportamento ofensivo, ilegal ou antiético por parte de nossos colaboradores nessas plataformas.

20.5. Uso Responsável da Marca, tendo em vista que a marca CONTABILIDADE INTERNACIONAL representa nossa história, missão e valores. Qualquer uso que comprometa sua integridade ou que possa ser percebido como discriminatório, preconceituoso ou contrário aos nossos valores é estritamente proibido.

20.6. Padrões de Comunicação: Todos os materiais de comunicação, sejam físicos ou digitais, devem refletir a identidade visual e os padrões estabelecidos pelo departamento de Marketing.

20.7. Vigilância e Reporte: Caso colaboradores identifiquem usos indevidos ou prejudiciais da marca ou imagem da CONTABILIDADE INTERNACIONAL em qualquer meio, é imperativo que informem prontamente ao Canal de Ética ou ao Setor de Compliance.

Precisão dos Registros

21.1. A precisão nos registros, sejam eles financeiros, operacionais ou de outra natureza, é essencial para garantir transparência, confiabilidade e conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis.

Medidas Disciplinares

22.1. Todo membro da família CONTABILIDADE INTERNACIONAL tem a responsabilidade intransigente de agir de acordo com nosso Código de Conduta. Este documento serve como uma bússola para nossas ações e decisões, e sua violação não pode ser tolerada.

21.2. Padrões de Registro: Todos os registros na CONTABILIDADE INTERNACIONAL devem ser meticulosos, completos e refletir a realidade dos eventos e transações. Esse rigor assegura que operamos em total conformidade com a legislação vigente.

22.2. Comunicação de Irregularidades: Qualquer suspeita ou confirmação de descumprimento deste Código deve ser imediatamente comunicada ao Setor de Compliance ou através do Canal de Ética. A CONTABILIDADE INTERNACIONAL garante que todas as informações serão tratadas com o mais estrito sigilo, protegendo a identidade do denunciante, que não enfrentará qualquer tipo de represália.

21.3. Guarda e Proteção de Documentos: Preservamos todos os nossos documentos, sejam físicos ou digitais, em ambientes seguros e de acesso controlado, garantindo sua integridade e disponibilidade quando necessário.

22.3. Processo de Apuração: O Setor de Compliance tem o dever de analisar meticulosamente todas as denúncias, assegurando um processo de investigação imparcial, transparente e célere.

21.4. Compromisso com a Verdade: Aqueles envolvidos nas atividades de registro têm a responsabilidade primordial de garantir a autenticidade dos dados. Qualquer desvio, por menor que seja, pode ter consequências significativas para a CONTABILIDADE INTERNACIONAL .

22.4. Medidas Disciplinares: Baseado na gravidade da infração, medidas serão instauradas. Estas podem variar desde advertências, passando por suspensões temporárias até demissões e, em casos mais graves, ações legais. Todos os passos tomados terão como base a proporcionalidade, legalidade e a justiça.

21.5. Transparência e Responsabilidade: Todas as transações, independente de seu valor, devem ser registradas de forma transparente e verossímil, eliminando ambiguidades e garantindo uma representação clara dos eventos financeiros.

22.5. Melhoria Contínua: Qualquer violação identificada também servirá como oportunidade para avaliar e, se necessário, revisar nossas diretrizes internas. Isto inclui, mas não se limita a, revisões do Código de Conduta, implementação de novos treinamentos e aprimoramento de procedimentos internos.

21.6. Mecanismos de Reporte: A integridade de nossos registros é vital. Qualquer irregularidade, inconsistência ou suspeita deve ser imediatamente comunicada ao Setor de Compliance, garantindo que medidas corretivas sejam prontamente implementadas.

22.6. Encaminhamento a Autoridades: Em situações que envolvam infrações legais, a CONTABILIDADE INTERNACIONAL se compromete a colaborar totalmente com as autoridades competentes, assegurando que a justiça seja feita.

Canal de Compliance e Ética

23.1. Nosso Canal de Ética é uma ferramenta essencial para garantir que nosso ambiente de trabalho permaneça íntegro, transparente e alinhado com os mais elevados padrões éticos.

23.2. Acessibilidade e Confidencialidade: Tanto colaboradores quanto parceiros externos e clientes podem utilizar o Canal de Ética para reportar quaisquer preocupações ou infrações. O acesso é: https://contabilidadeinternacional.com/compliance

23.3. Identificação e Anonimato: Embora encorajemos a identificação para facilitar a apuração, o anonimato é completamente respeitado, garantindo a segurança e proteção daqueles que optarem por não se identificar.

23.4. Tratamento e Sigilo: Todas as informações são processadas por uma equipe externa especializada, que garante um tratamento minucioso, imparcial e confidencial de cada relato.

23.5. Garantia de Não Retaliação: Encorajamos uma cultura de transparência e integridade. Dessa forma, garantimos que qualquer pessoa que reporte uma violação, desde que feito em boa-fé e com veracidade, estará protegida contra qualquer forma de represália.

23.6. Esta é a promessa da CONTABILIDADE INTERNACIONAL: assegurar que cada indivíduo se sinta empoderado para agir corretamente e, quando necessário, levantar a voz para garantir que continuemos a trilhar o caminho da integridade.

Nosso Time está aqui para responder qualquer questão. Pergunte-nos qualquer coisa!